Quer falar com a gente?

É só nos chamar no WhatsApp ou telefone a qualquer hora!

Demais localidades
Para RJ, RS, PR, MG e NE 0800 9400 818
Belo Horizonte (31) 3515 5600
Campinas (19) 3512 9898
Goiânia (62) 3412 1515
Pernambuco (81) 3771 2345
Ribeirão Preto (16) 3514 0400
Rio Quente (64) 3512 9999
Rio de Janeiro (21) 3512 0909
Santo André (11) 3512 4830
São José do Rio Preto (17) 3512 0500
São José dos Campos (12) 3512 9808
Uberlândia (34) 3221 7017
Rio quente, Postado em 25 de março de 2022, 5 min de leitura

Considerada a segunda maior comemoração do Brasil, atrás somente do Carnaval, a festa junina é celebrada nos quatro cantos do país. Entre as suas tradições, está o casamento caipira, que é uma das mais famosas e em geral acontece logo após a quadrilha.

Rendendo boas risadas, a atração é contagiante e faz uma singela homenagem a Santo Antônio, conhecido como o santo casamenteiro. Durante a celebração, o casamento caipira conta com a presença de diferentes personagens, que tornam toda a apresentação ainda mais divertida.

Se você se interessou e quer saber mais sobre esse legado, não se preocupe! A equipe do Rio Quente preparou este guia prático com mais detalhes. Confira e aproveite!

O que é o casamento caipira?

Antes de mais nada, que tal entender o que é casamento caipira? Conhecida por muitos como uma sátira aos matrimônios tradicionais, a tradição representa a união de uma maneira superdescontraída.

A atração é celebrada na festa junina, para homenagear Santo Antônio, e é sem dúvidas um dos momentos mais esperados do evento, garantindo muita diversão ao público. Ela é realizada antes, durante ou após a quadrilha, quando os participantes da dança também compõem a encenação, como convidados ou parte da família.

A origem do casamento caipira

A origem do casamento caipira está atrelada ao histórico da festa junina. Assim como toda a comemoração, a tradição também chegou ao Brasil através dos europeus, como um rito que celebrava os casamentos e as aspirações matrimoniais.

Também denominado “casório matuto” ou casamento na roça, o casamento caipira conta com um roteiro recheado de piadas e brincadeiras, ironizando as uniões do passado. Entretanto, pode ser encenado de diferentes maneiras, de acordo com a cultura local.

quadrilha pré-casamento caipira no arraiô do Rio Quente

Como fazer um casamento caipira?

Mas, afinal, como fazer um casamento caipira? Bem, como já dissemos, é possível encontrar diferentes versões da encenação pelo país, mas você pode seguir um passo a passo geral para garantir a tradição para a sua festa, por exemplo:

Escolhendo os personagens

O primeiro passo para fazer um casamento caipira é escolher os personagens. Normalmente, a encenação é composta por noivo, noiva, pai da noiva, delegado, padre e demais casais. Dessa forma, é possível utilizar os pares da quadrilha para a representação.

Vale lembrar que os personagens principais são os noivos, o pai da noiva e o padre, então optar por atores desinibidos para esses papéis é uma boa estratégia para deixar a brincadeira ainda mais divertida.

Definindo as músicas

Definir músicas engraçadas para casamento caipira também é uma alternativa interessante para garantir uma atração contagiante e que agite o público. Atualmente, é possível encontrar diferentes playlists na internet desenvolvidas especialmente para a festa junina.

Mas, caso deseje montar a sua própria setlist para o evento, não se esqueça de acrescentar os principais ritmos da comemoração: forró, baião e xote. Você também pode incluir a tradicional marcha nupcial para o momento da entrada da noiva.

Montando o roteiro

Depois de escolher os personagens e definir as músicas, é hora de montar o roteiro de casamento caipira. Nesse momento, é possível soltar a criatividade e explorar diferentes ideais, priorizando opções engraçadas e descontraídas.

Normalmente, a encenação segue um direcionamento básico: a noiva fica grávida antes do casamento, e os pais obrigam o noivo a se casar com ela. Desesperado, o noivo tenta fugir, mas é impedido pelo delegado e pelo pai da noiva, que o arrastam, “condenado” ao altar, e vigiam a cerimônia até o final.

Entretanto, é possível alterar ou acrescentar elementos a essa narrativa; por exemplo, um novo personagem que impede o casório. Ou, quem sabe, empoderando a noiva, que, em vez de aceitar o casamento forçado, prefere sair sozinha do altar.

Preparando a decoração

Com o roteiro montado, você já pode começar a pensar na decoração do casamento caipira. Em geral, são utilizados os mesmos objetos da festa junina, que incluem bandeirolas coloridas, flores, balões, fogueira, palhas e barracas com comidas/bebidas típicas.

Você pode incrementar a organização da sua maneira e dar um toque diferenciado ao evento. Uma ideia é montar um arco com balões para representar o altar da igreja, dando ainda mais vida à encenação.

Arraiô: a festa junina do Rio Quente!

E aí, gostou de saber um pouco mais sobre o casamento caipira e não vê a hora de aproveitar essa gigantesca festa brasileira? Então, que tal conhecer o Arraiô do Rio Quente Resorts?

O evento acontece durante junho e julho, contando com uma programação recheada para proporcionar uma experiência cultural inesquecível. Entre as atrações, estão atividades especiais, intervenções artísticas, desafios inerentes, quadrilha, música ao vivo, barracas com comidas típicas e muito mais.

Assim, além de aproveitar as acomodações aconchegantes e todas as atrações do complexo, você garante ainda mais diversão para os seus dias de folga. Não tem como resistir, né? Então, não perca tempo; explore as opções de hospedagem e faça já a sua reserva!

Compartilhe nas redes sociais

Aproveite nossos pacotes promocionais e conheça o Rio Quente!

Confira